Arquivos da categoria: Moda

aviamentos para lingerie

Os melhores aviamentos para lingerie

A confecção de lingeries exige a utilização de determinados materiais e/ou aviamentos para que realmente agrade a clientela. Também é graças à matéria prima que as peças se tornam não só estilosas, como também confortáveis e de alta qualidade e durabilidade.
Pensando nisso, trouxemos neste artigo, em tópicos, os melhores aviamentos para lingerie.

Preparada para conferir? Então vamos lá.
1. Microfibra

A microfibra consiste em um tecido moderno e utilizado com grande frequência na confecção de sutiãs, calcinhas, cuecas, camisolas e até mesmo de pijamas.
Sua popularidade se dá uma vez que o tecido é demasiadamente fino – sendo a sua fibra até 100x mais fina do que um fio de cabelo. Ele pode ser encontrado em diversas gramaturas, liso, estampado, fosco, com brilho e por aí vai.

2. Renda

As rendas também são aviamentos clássicos na composição de lingeries. Elas podem ser encontradas em diversas larguras, padrões e acabamentos. Os cortes mais largos são os recomendados para calcinhas ”grandes” (como coleçons), camisolas ou em forros de bojos de sutiãs. Já os cortes finos e estreitos são os preferidos para acabamentos e detalhes.

3. Fitas elásticas

As fitas elásticas, compostas por fibras de poliéster, fibras de poliamida ou fios de algodão em combinação com elastano, são utilizadas na composição de elásticos aparentes, externos e internos (de embutir). Geralmente elas são utilizadas como garantia de firmeza e formato (quando escondidas) ou como acabamento (quando aparentes).

Agora você já conhece os melhores aviamentos para lingerie. Que tal adquirir os seus preferidos aqui na Oeste Aviamentos?

renda guipir

Renda Guipir: o detalhe que faltava na sua peça!

Saiba mais sobre a renda guipir

Quem costura, seja para si mesmo ou para clientes, precisa ficar sempre atento nas novidades de tecidos e acabamentos que aparecem no mercado. E uma tendência que tem caído no gosto das mulheres é a renda guipir! Já ouviu falar nela? Aprenda aqui tudo sobre essa novidade e valorize ainda mais as suas peças!

O que é renda guipir e por que ela é diferente das outras?

A renda é um tecido nobre que deixa peças bonitas, femininas e cheias de estilo. Mas a renda guipir é ainda mais bela e tem feito a cabeça de fashionistas nas passarelas do mundo todo!

O principal diferencial da renda guipir é que se trata de um tecido mais estruturado e que fica em alto-relevo. Disponível em diversos desenhos e trançados, a mais comum apresenta flores e pode ser encontrada nas mais diversas cores.

Em quais peças a renda guipir combina mais?

A renda guipir pode ser utilizada em qualquer tipo de peça, tudo vai depender da sua criatividade. Fica um charme em peças inteiras como vestidos de verão, blusas, bermudas, saias, macacões e afins.

Também fica perfeito em acabamentos para deixar a peça ainda mais especial, como, por exemplo em barras de shorts e saias, aplicado em ombreiras, na cintura e até nos bolsos. O guipir também fica lindíssimo em acessórios como bolsas e sandálias.

É importante lembrar que o guipir é um tecido mais encorpado e o acabamento precisa ser perfeito para que a peça fique mesmo valorizada. Tome cuidado também com a mistura de texturas para não exagerar!

Gostou? Então vá na Oeste e veja as rendas guipir disponíveis na loja!

Quilting

Quilting: você sabe o que é?

Dicas incríveis para você arrasar na criação do seu Quilting!

A técnica de quilting resulta em uma forma criativa, dinâmica e super divertida de fazer belas peças com suas próprias mãos, sem ter que fazer grandes costuras.

Mas como assim?

Basicamente, o quilting consiste em um modelo de costura simples e adorado pelos amantes da arte dessa arte. Para começar você vai precisar apenas de duas coisas: muita imaginação e os materiais corretos.

Você vai precisar de uma boa tesoura ou outro instrumento de corte, base para corte, régua, alfinetes, agulhas, linhas e tecidos. Isso tudo você encontra na loja da Oeste!

Existem atualmente diferentes tipos de quilting. A seguir, confira quais são eles.

1. Quilting livre

Como seu próprio nome já nos dá a entender, diz respeito ao uso livre desta técnica. Para tal, tudo o que você vai precisar é utilizar a máquina de costura para criação de desenhos e formatos no tecido – assim como flores, corações, nuvens, bolinhas e muitos outros. Esses desenhos são simples e não exigem muitos movimentos.

O quilting livre pode ser feito com tecidos estampados, lisos, em patchwork, em jogos americanos, colchas e assim por diante.

2. Quilting stencil

Se você prefere algo mais preciso pode optar por esta variação, que possibilita um modelo de costura mais certinho. Para tal, você só vai precisar posicionar no tecido os moldes, contornando-os com lápis giz.

3. Quilting overall

O overall é aquele em que você começa e termina o trabalho com a mesma linha – sem alterações no desenho, de modo reto e direto. Essa é a recomendação para trabalhos mais objetivos e não para a criação de trabalhos novos.

4. Quilting de contorno

Como seu nome já nos dá a entender, é aquele em que é feito um contorno em cima das linhas, formatos e desenhos.

Agora que você aprendeu as principais técnicas do quilting, que tal passar na loja da Oeste, comprar o que precisa e começar um novo projeto?  

botões

Customize usando botões!

Todo mundo sabe que chega certo momento em que começamos enjoar das nossas peças de roupa que temos no guarda-roupa, não é mesmo? É! Mas nem sempre é possível comprar tudo novo para renovar, por isso precisamos buscar alternativas para dar uma cara nova às nossas roupas, deixando-as mais atraentes. Uma ótima dica é usar botões!

A customização é a técnica utilizada para essa finalidade: mudar a aparência das nossas roupas e acessórios da melhor forma, que é gastando pouco! Veja as dicas a seguir e aprenda como fazer!

Como customizar com botões

Sabe aquela blusinha que acabou ficando um pouquinho grande e você não a usa mais por isso? Que tal fazer um cinto de botões e usar com ela? Assim você conseguirá usar o que já estava de lado e, ainda, esbanjando um acessório único e lindo! A dica é usar um cinto velho como base e aplicar os botões sobre ele. As cores ficam a seu critério!

Agora, pense naquela camisa mais clássica que você tem em seu guarda-roupa e quase não usa mais por achar que está ultrapassada na moda. Uma maneira muito fácil, rápida e barata para dar uma nova cara a ela é personalizando com spikes. Você pode encontrar spikes na Oeste e por um preço bem baixinho, e acredite, podem transformar a sua camisa, deixando-a mais moderna e atual!

E, por fim, mais uma dica é criar uma estampa com botões naquela blusinha básica, que já anda até meio desbotada, sabe? Junte alguns tipos diferentes e crie um desenho sobre ela, o que você preferir! Você pode colar os botões usando uma cola própria para tecido, ou costurá-los, que também é bem simples. Basta uma linha e uma agulha, e utilizar os buraquinhos dos botões como base para costurar!

passamanaria

Passamanaria: o que é?

Provavelmente, você já deve ter ouvido falar em passamanaria. Mas você sabe o que é isso? A passamanaria é um acessório utilizado na confecção de artigos para decoração e de roupas, sendo possível ser fabricado em diversos modelos e estilos. Ela serve para tudo! É feita com uma técnica bastante antiga, sendo que o seu nome já passou por várias alterações no decorrer do tempo, e hoje é conhecida pelo nome do título deste artigo.

Passamanaria, um detalhe sofisticado

Geralmente, as passamanarias são cordões trançados com ondulações, muito usados nos mais variados itens como cortinas, almofadas, toalhas, roupas e até mesmo em vestidos de noiva. É capaz de transformar os objetos em que são colocados, dando um ar de sofisticação e elegância. Para se ter uma ideia, as passamanarias já foram utilizadas até mesmo nos desfiles do São Paulo Fashion Week por estilistas famosos!

Por conta do grande sucesso da técnica, que antes era feita apenas manualmente, hoje em dia pode ser encontrada em fabricação em indústrias. Além de ser utilizada em artigos decorativos, a passamanaria também pode servir como acessórios femininos como colares, braceletes e brincos.

Se você não sabe fazer a passamanaria, não é por isso que não vai poder utilizá-la em sua casa, nas suas roupas e nos seus acessórios. Você pode encontrá-la na Oeste nos mais variados modelos, tamanhos e estilos para combinar da melhor forma com você! Confira <3

vestido

Vestido com alcinha: aprenda a costurar

Aprenda a costurar um vestido de alcinha

Um vestido de alcinha é o tipo de peça que não pode faltar no armário de uma mulher no verão. A boa notícia é que hoje você vai aprender como fazer um vestido de alcinha com elástico, assim vai poder ter a quantidade de modelos que quiser, gastando pouco e ainda com exclusividade total.

Quer saber como? Então acompanhe passo a passo a seguir. Você vai perceber que é muito mais fácil do que imagina. Os moldes para facilitar na costura de seu vestido estão disponíveis no site Alfinetadas da Moda.

Você vai precisar de:

  • Aproximadamente 1,80m de tecido (do tipo viscose)
  • Linha
  • Máquina de costura
  • Alfinetes
  • Papel para recortar o molde
  • Carbono
  • Miçangas
  • 1 metro de elástico (3cm de largura)
  • Tesoura para tecido e para papel

Todos esses itens você encontra na nossa loja! Dê uma olhadinha lá depois de terminar aqui e já faça o seu pedido.

Como fazer:

Recorte o molde de papel e aplique no tecido dobrado ao meio com o uso de alfinetes. Deixe 2cm de margem do molde em todo o entorno e corte com a tesoura para tecido.

Repita a operação cortando o molde duplo mais uma vez. Assim você terá pronta a parte da frente e as costas de seu vestido longo de alcinha com elástico.

Depois, recorte duas tiras para fazer as alcinhas e separe o tecido para fazer a saia. A saia deste modelo não precisa de molde. Basta cortar um retângulo um pouco maior que o seu quadril no comprimento desejado e finalizar com a costura na cintura, incluindo o elástico.

Se você não sabe como fazer esta saia, poderá encontrar o link com o vídeo contendo todas as instruções no site.

Faça os acabamentos em cada uma das mangas, dobrando duas vezes e costurando as pontas para dentro. Lembre-se de marcar as pences na parte da frente do vestido, assim você terá o vestido com o decote marcado.

Na parte de cima, onde serão instaladas as alcinhas, lembre-se de deixar uma dobra um pouco maior. Una todas as partes, incluindo as alcinhas. Na ponta das alcinhas, você pode incluir miçangas e dar um nó para embelezar.

Agora é só prender a saia na blusa através do ponto franzido. Lembre-se de alinhar os lados e o meio para não ficar torto. Prenda com um alfinete e vá franzindo a costura até terminar. Depois, basta costurar um elástico na cintura pelo lado de dentro e seu vestido está pronto para usar!

coco-chanel_fb

Um pouco sobre Coco Chanel

Não há como falar da marca internacionalmente conhecida Chanel, sem antes falar de sua criadora, Coco, estilista francesa que se tornou símbolo não só de moda, mas também de uma verdadeira revolução na forma como as mulheres se vestiam.

Coco Chanel deu seus primeiros passos na alta costura quando ainda tinha 16 anos e em sua primeira loja, vendia somente chapéus para mulheres. Já nesta época começava a marcar o mundo com seu estilo simples e sem muitos adornos.

Não demorou muito para começar a produzir outras peças e a se vestir de uma forma totalmente incomum na época, com calças compridas e roupas com traços retos. Seu primeiro espaço de alta costura voltado para a confecção de trajes completos foi aberto no ano de 1920 em Paris, onde ainda hoje funciona a Maison Chanel.

O que pouca gente sabe é que Coco Chanel chegou até a trabalhar como enfermeira durante a Segunda Guerra Mundial, quando os negócios estavam encontrando momentos de dificuldade.

coco-chanel

Características da marca

O principal ponto forte da Chanel é a busca pela simplicidade e pelo conforto. Coco dizia que a moda produzida por homens era exagerada e nunca focada no bem estar da mulher. Ela ainda acreditava que qualquer mulher poderia ser bela se estivesse bem vestida, utilizando um traje elegante e cheio de estilo.

O vestido preto, seria sempre sua peça icônica e é dela o conceito de que qualquer pessoa pode acertar na vestimenta se apostar em um modelo todo preto. Com este jeito totalmente inovador, a Chanel conquistou o mundo em pouco tempo. O auge de seu sucesso veio na década de 30, quando sua marca chegou a produzir incríveis 28 mil trajes em um único ano, pelas mãos de mais de 4 mil funcionários.

Chanel tinha um jeito totalmente seu de produzir moda e jamais chegou a utilizar desenhos para iniciar suas obras. Trabalhava diretamente no tecido, construindo seus modelos de forma totalmente empírica. Fazia isso, porque acreditava que as roupas deveriam sempre ser feitas sob medida para garantir o máximo em conforto e o melhor acabamento possível.

Atualmente Chanel é sinônimo de estilo e bom gosto através de suas roupas e perfumes, que ganharam o mundo.

 

Zuzu Angel

Zuzu Angel O Brasil estampado

Zuzu Angel

A carreira como costureira começou com as produções de roupas para as primas, em Belo Horizonte. Zuleika Angel Jones, mais conhecida como Zuzu Angel foi uma das mais importantes estilistas do Brasil. Suas coleções foram uma maneira de manifestar a sua dor pela perda do filho e de buscar respostas sobre sua morte.

Com sua linguagem pessoal a moda brasileira foi caracterizada pelas cores tropicais, onde Zuzu misturava renda, fitas e chita, utilizando temas regionalistas e folclóricos, apropriando-se de muitas estampas de pássaros, borboletas e papagaios. Foi pelas criações de Zuzu que as pedras, fragmentos de bambu, de madeira e conchas passaram a ser usadas como ornamentos nas roupas. Na década de 60, a estilista passou a criar modelos para grandes artistas e personalidades como Liza Mineli, Joan Crawford, Yolanda Costa e Silva, Helô Amado, Heloisa Lustosa, Kim Novak, Margot Fontaine.

Sua loja em Ipanema foi aberta em 1970 e logo o mundo todo estava encantado com suas criações. Nos Estados Unidos seu trabalho fez um enorme sucesso. O anjo era o logotipo de sua marca, simbolo presente em suas obras. Nessa época a intuição de Zuzu fez com que sua produção se voltasse a realização de lingeries, camisolas, babydolls, além da criação de vestidos de noivas com bordados do Ceará.

A história de vida de Zuzu Angel é sobre uma mulher forte que com muito talento tornou-se referência no mundo da moda, e levou o Brasil a se destacar neste ramo. Porém, sua vida foi marcada pelo sequestro de seu filho Stuart Angel Jones, ativista do Movimento Revolucionário 8 de Outubro MR8, Stuart e estudante de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Stuart foi preso em 14 de junho de 1971 por agentes do CISA (Centro de Informações e Segurança da Aeronáutica) e Zuzu passou a buscar seu filho em todas as prisões e quartéis do Brasil.

Mas Stuart nunca apareceu. Um depoimento entregue por meio de uma carta conta como foi o assassinato de Stuart, uma enorme brutalidade, pela qual Zuzu lutou a vida toda. A estilista usou de sua fama para declarar ao mundo, por diversos meios de comunicação, o assassinato de seu filho e a ocultação de seu cadáver.

A moda foi uma de suas formas de expressão, por onde protestou onde fez “a primeira coleção de moda política da história”, como ela mesma designou. Em suas roupas as figuras de anjos, tanques de guerra, crucifixos, pássaros engaiolados, sol atrás das grades, jipes e quépis, davam voz a sua luta.

A estilista Zuzu Angel foi vítima de um atentado no dia 14 de abril de 1976, às 3h, na Estrada da Gávea, à saída do Túnel Dois Irmãos (RJ). Na época sua morte foi divulgada com outra declaração, porém anos mais tarde foi reconhecido que Zuzu foi assassinada, por causa de sua enorme busca pela verdade e punição dos assassinos de seu filho. Chico Buarque homenageia a estilista na música “Angélica”. Sua filha e jornalista Hildegard Angel, é a idealizadora do Instituto Zuzu Angel de Moda do Rio de Janeiro, fundada em 1993.

PostBlog5

Coco Chanel – Inspiração para as suas peças

A moda é uma marco na história do mundo. Por meio dela podemos identificar gerações, comportamento e estilo de vida. Mas a moda vai além da vestimenta, é o modo como nos expressamos com a sociedade, é uma linguagem universal por onde estamos querendo dizer algo. Por isso pensar moda é praticamente um ato filosófico, pois foi por meio dela que grandes estilistas transformaram o mundo.

Duas grandes mulheres mudaram a história do mundo. Suas histórias de vida, que hoje são grandes ícones do mundo fashion, foram consideradas grandes trabalhadoras e resistência. Para se inspirar ainda mais em suas criações conheça a história da francesa Coco Chanel.

Diferente das histórias que encontramos, a de Chanel é um tanto quanto dramática e forte. Gabrielle Bonheur Chanel nasceu na cidade de Saumur, em Paris, no dia 19 de agosto de 1883. Filha de uma lavadeira e mãe solteira, seu pai era um vendedor de rua que vendia roupas de trabalho e peças íntimas. Quando tinha apenas doze anos, sua mãe faleceu de bronquite, e Gabrielle foi morar com sua outra irmã em um orfanato.

Com o tempo Gabrielle começou a invetar histórias para não contar a verdade sobre o seu passado. Mas foi durante esse processo de transição em sua vida que aprendeu a costurar, no Instituto Notre-Dame, uma pensão religiosa onde acabou encontrando sua tia, de quase a mesma idade, Adrienne. O talento das duas a fizeram ser encaminhadas para a Maison Grampayre, uma ateliê de costura especializado em enxovais. Em 1903, alugaram um quarto para dividir e começaram a vida independente.

Entre os talentos de Chanel estava o canto. Por isso se apresentava no café-concerto La Rotonde, que era muito frequentado por oficiais da cavalaria. Foi quando surgiu seu apelido, Coco, que estava em uma das canções interpretadas. O encanto de Chanel levou Etienne Balsan a se apaixonar. Ele era herdeiro de uma fábrica de tecidos que desenvolvia uniforme para exércitos. Balsan hospedou Coco em seu castelo e se tornaram amigos para a vida toda. A partir dessa amizade, foi quando Coco passou a frequentar lugares de alta classe.

Foi então que Chanel conheceu o amor de sua vida. o inglês milionário Arthur Capel. Ele a ajudou com a montar a sua primeira loja de chapéus, que sempre eram um destaque nas festas que Coco frequentava. Logo a confecção tornou-se um sucesso e começou a aparecer nas revistas de moda de Paris. O romance era conturbado e durou cerca de dez anos, Capel casou-se com uma inglesa, mas o final ocorreu por sua morte em um acidente de carro. A loja mudou-se de endereço e além da venda de chapéus, passou a comercializar roupas para ir à praia e montar à cavalo. Ela foi a pioneira na invenção de calças para mulheres.

O ciclo criativo de Chanel tomou outro rumo quando ela se apaixonou por um russo, e passou a desenvolver peças com bordados russos. Para a criação das peças ela contratou vinte bordadeiras. Nesse período o ciclo social de Chanel envolvia grandes artistas como Pablo Picasso, Luchino Visconti e Greta Garbo. Então suas roupas começaram a ser usadas por grandes atrizes de Hollywood, e começou a ditar moda em todo o mundo.

Agora que você já conhece a história de vida de Coco Chanel que tal começar a produzir peças que remetam a célebre estilista?

PostBlog3

Faça a sua bolsa ecológica

Qual é o item básico, essencial e que uma mulher tem muito? Sim, bolsas, muitas e muitas bolsas. Porque nós adoramos e estamos sempre comprando mais. Novos modelos, enfeites, de todas as cores e para todas as ocasiões. Se você é uma apaixonada por bolsas confira essa matéria que vai te ensinar como fazer uma ou reviver aquela antiga peça que está guardada.

ecobag cat

Pinterest @etsy.com

Bolsa ecológica com camiseta:

As ecobags estão na moda, o modelo já é muito conhecido por todos. As estampas são o seu diferencial e chamam muito a atenção, podem ser desenhadas à mão, pintadas, bordadas, com renda, botões e o que mais for criativo e enfeite a ecobag. São utilizadas para tudo, sem medo e vergonha, são ótimas sacolas para ir as feiras e supermercado, evitando assim o consumo de sacolas plásticas, podem ser usadas como uma bolsa para levar à praia com os itens essenciais, para dar uma volta pela cidade sem compromisso, e até mesmo para ir à algum bar e ambiente descontraído.

Mas você conhece as T-bag? Não são muito diferentes das ecobags na verdade elas possuem o mesmo conceito de reutilização de material, voltados para o consumo ecológico, mas são feitas a partir de uma camiseta. Você pode escolher uma peça que tenha em casa e não esteja mais usando, ou até mesmo uma camiseta nova que você comprou mas que não usa muito. A produção da T-bag é muito simples você precisa apenas de uma blusa, máquina de costura e linha. O tamanho é você quem decide, pense sempre que uma blusa de tamanho G pode ser o tamanho ideal de uma bolsa que irá guardar muitas coisas, já uma M ou P podem ficar pequena mas serão úteis do mesmo jeito, a não ser que essa seja a sua intenção.

O passo-a-passo é muito simples você precisa só costurar a parte de baixo da blusa, bem firme para que ela não abra, e cortar as mangas (se for uma regata não precisa) e pronto, o buraco das mangas serão as alças. Agora você pode decorá-la com bordados, florzinhas de tricot ou patchwork.

ecobag

Pinterest @i24mujer.com

Bolsa com calça Jeans:

O jeans nunca sai de moda e cai bem com qualquer produção, por isso nada melhor do que uma bolsa jeans para incrementar o seu visual. Essa pode ser um bom destino para aquela calça jeans velha que a gente nunca joga fora. O modo de fazer essa bolsa é muito fácil também.

Corte a pernas da calça jeans bem abaixo do final do zíper, deixando um espaço para você poder costurar com mais firmeza, pelo lado de dentro. Usando as pernas da calça, faça quatro tiras grandes que serão as alças. Costure duas tiras juntas para que a alça seja reforçada e não machuque os ombros, depois é só costurar as alças na bolsa e ela estará pronta. Você pode fazer o fecho com um botão ou zíper. Agora você só precisa decorá-la, tintas e canetas de tecido são opções bem legais para você enfeitá-la.