Quilting

Quilting: você sabe o que é?

Dicas incríveis para você arrasar na criação do seu Quilting!

A técnica de quilting resulta em uma forma criativa, dinâmica e super divertida de fazer belas peças com suas próprias mãos, sem ter que fazer grandes costuras.

Mas como assim?

Basicamente, o quilting consiste em um modelo de costura simples e adorado pelos amantes da arte dessa arte. Para começar você vai precisar apenas de duas coisas: muita imaginação e os materiais corretos.

Você vai precisar de uma boa tesoura ou outro instrumento de corte, base para corte, régua, alfinetes, agulhas, linhas e tecidos. Isso tudo você encontra na loja da Oeste!

Existem atualmente diferentes tipos de quilting. A seguir, confira quais são eles.

1. Quilting livre

Como seu próprio nome já nos dá a entender, diz respeito ao uso livre desta técnica. Para tal, tudo o que você vai precisar é utilizar a máquina de costura para criação de desenhos e formatos no tecido – assim como flores, corações, nuvens, bolinhas e muitos outros. Esses desenhos são simples e não exigem muitos movimentos.

O quilting livre pode ser feito com tecidos estampados, lisos, em patchwork, em jogos americanos, colchas e assim por diante.

2. Quilting stencil

Se você prefere algo mais preciso pode optar por esta variação, que possibilita um modelo de costura mais certinho. Para tal, você só vai precisar posicionar no tecido os moldes, contornando-os com lápis giz.

3. Quilting overall

O overall é aquele em que você começa e termina o trabalho com a mesma linha – sem alterações no desenho, de modo reto e direto. Essa é a recomendação para trabalhos mais objetivos e não para a criação de trabalhos novos.

4. Quilting de contorno

Como seu nome já nos dá a entender, é aquele em que é feito um contorno em cima das linhas, formatos e desenhos.

Agora que você aprendeu as principais técnicas do quilting, que tal passar na loja da Oeste, comprar o que precisa e começar um novo projeto?  

carteira de tecido

Carteira de tecido: como fazer?

Uma carteira de tecido pode ser uma ótima companheira para o dia a dia – visto que ela pode se tornar um ‘porta absorvente’ para as mais discretas, um espaço para guardar cartões ou até mesmo um porta-dinheiro/moedas.

E você sabia que fazer uma carteira de tecido com as suas próprias mãos pode ser mais simples do que você imagina? Pois é! Confira a seguir um passo a passo de tudo o que você vai precisar para fazer uma.

Materiais necessários

Para fazer a carteira de tecido você vai precisar dos seguintes materiais:

Colchete de pressão;
– Dois tecidos (com estampas diferentes que combinem entre si);
Botão decorativo;
– Manta acrílica;
– Máquina de costura;
Agulhas, ferro de passar, alfinetes e linhas.

Os tecidos utilizados como padrão são nos tamanhos de 26×20 cm (cada), assim como a mantinha acrílica.

Esses materiais você encontra na Oeste Aviamentos. Dê uma passadinha lá na loja e compre!

Passo a passo para a confecção da carteira de tecido

Para preparar a carteira são sete passos:

1. Passe uma costura de 0,5 cm de largura reta por toda a margem, deixando apenas um pequeno espaço para a hora de desvirar o tecido;
2. Picote as quinas (para que o tecido fique retinho nas pontas);
3. Desvire a peça e você verá que seu aspecto já é muito parecido com uma carteira;
4. Feche o local por onde desviramos com um ponto invisível;
5. Passe o ferro de passar por cima, de modo que a carteira fique certinha e reta;
6. Passe novamente o ferro, porém, em uma dobra de 9,5 cm (já no formato da carteira);
7. Passe uma costura reta nos cantos (com margem estreita) e alfinete os lados;
8. Marque 4 cm em cada lado para costurar os colchetes;
9. Coloque um botãozinho decorativo no meio como acabamento … e pronto! Sua carteira de tecido está pronta!

Gostou dessa receita de carteira para tecido? Então compartilhe nas redes sociais e continue acompanhando o blog da Oeste 😀

costureira

4 dicas para aumentar sua produtividade enquanto costura

Quando encontramos uma costureira de qualidade, passamos o resto da vida fazendo trabalhos com ela, não é mesmo?

E a razão é realmente compreensível. Não são todos que costuram fantasias como queremos, que entendem como gostamos das barras das calças e dão um jeitinho em qualquer peça de roupa.

Mas pensando pelo lado da costureira, controlar a demanda sem perder a produtividade é realmente complicado. Por isso, trouxemos neste artigo 4 dicas para as costureiras aumentarem a produtividade sem deixar, é claro, o profissionalismo de lado. Confira a seguir quais são elas:

1. Planejamento diário

A sugestão pode até parecer simples, mas é importantíssima. Planejar (por meio de um simples cronograma) como será o dia de trabalho faz com que você saiba como tudo deve correr ao longo do mesmo.

Inclua ainda no planejamento do dia pequenas atitudes que podem melhorar a produtividade – como consertar aquela máquina que está travando ou possibilitar a melhoria de algum processo.

2. Mantenha a manutenção das máquinas sempre em dia

Isso fará com que você sempre as tenha em perfeito estado, evitando imprevistos capazes de atrasar ou prejudicar o seu trabalho.

3. Como está o seu ambiente de trabalho?

Um ambiente organizado, com luz natural e bom espaço tornará você uma profissional muito mais produtiva. Por isso, fique atenta a simples detalhes relacionados ao ambiente, como quando as peças ficam muito longe da mesa, por exemplo (o que resulta em muito tempo perdido indo para lá e para cá).

4. Atente-se à qualidade

Verifique, no final da execução de cada trabalho, se ele foi realizado perfeitamente. No caso de qualquer problema, refaça o processo, evitando ao máximo destruir a sua credibilidade e fidelidade com a clientela.

5. Dica extra!

Uma produtividade depende muito também da qualidade do material com que você trabalha. Por isso, tenha sempre os melhores fornecedores em mãos para ter certeza de que o seu trabalho terá o melhor acabamento!

Conte com a Oeste para os melhores aviamentos e outros artigos de armarinho. Os melhores preços estão aqui, confira!

linhas e agulhas

Linhas e agulhas: como manter tudo organizado

Se você já até se acostumou com a bagunça de suas linhas e agulhas, é porque chegou a hora de mantê-las organizadas em um lugarzinho próprio!

Pensando nisso, trouxemos neste artigo um tutorial para montar uma linda caixinha de costura. Com ela, suas linhas e agulhas nunca mais vão ficar perdidas pela casa – o que pode resultar até mesmo em um acidente, visto que as agulhas, tesouras e outros materiais possuem pontas perigosas.

Para fazer a caixa organizadora de linhas e agulhas, você vai precisar de:

– Uma caixinha de MDF do tamanho de sua preferência;
– Enchimento;
– Tecido estampado de sua preferência;
– Cola branca e tesoura;
– Elástico branco;
– Pincel chato;
– Botões para decorar;
– Tachinhas.

Como fazer

O primeiro passo para montar sua caixinha é medi-la de lado a lado, de modo a cortar o tecido escolhido em seus respectivos tamanhos.

Em seguida, com o ajuda do pincel chato e da cola branca, cole o tecido de todos os lados da caixa (tanto por dentro como por fora).
Para que a caixinha fique delicada e fofa, aplique na tampa o enchimento antes de colar o tecido.

Isso feito, basta deixar a caixa secando por em média 40 minutos. Depois disso, cole os botões do lado de fora (onde preferir) para finalizar a decoração e aguarde mais 15 minutos.

O último passo é criar divisórias dentro da caixa (para separação dos produtos). Para tal, você vai precisar unicamente dos elásticos brancos. Passe cola nas pontas e, para promover melhor fixação, prenda-as com tachinhas.

linhas e agulhas

Pronto! Agora você tem um ótimo lugar para guardar suas linhas e agulhas. Falando nisso, dê uma passadinha na Oeste e renove o seu estoque! 😀

viés de fita

Viés para acabamento: como aplicar?

Neste artigo, ensinaremos a você como aplicar o viés, um tipo de acabamento que segue as mais diferentes formas. Por isso ele fica lindo em tecidos que acompanham quinas ou curvas!

Confira a seguir o nosso passo a passo de como usar o viés. E, claro, dê uma passadinha na sessão de viés da Oeste para ver todos os nossos modelos. Você vai amar!

Passo 1:

Primeiro, escolha o viés com que você pretende trabalhar e em qual lugar do tecido ele será aplicado. A largura do viés pode ser escolhida a gosto do artesão. Não deixe de adicionar todas as medidas, independente da espessura do acabamento.

Passo 2:

Sabe aquela medida separada para a costura na etapa anterior? Pois então, vire o tecido do avesso e coloque o lado contrário do avesso virado para você. Desse modo, os dois lados ficarão corte com corte. Agora costure cerca de 1 centímetro.

Passo 3:

Nesta altura do processo o viés ainda não está fechado. Por isso, é necessário virar para que a face direita fique virada para você. O lado avesso do acabamento mais uma vez ficará também virado na sua direção.

Passo 4:

É o momento de dobrar aquele centímetro separado para a dobra. Em seguida, dobre mais 1 centímetro de novo para que costura seja embutida na sequência.

Passo 5:

Atenção aqui é fundamental porque você irá primeiro alfinetar e na sequência alinhavar, mas a dobra feita por último tem de estar em simetria com a outra dobra. Isso porque a costura precisa pegar as duas dobras juntas. Após alinhavar, confira se a medida do viés é igual em toda a extensão do tecido. Somente se estiver tudo certo, passe o ferro e siga para a última fase.

Passo 6:

Finalmente, termine o acabamento na máquina e costure o mais próximo da dobra que conseguir. Tenha calma e ajeite o tecido conforme o viés evolui. Pronto, o seu trabalho está concluído!

Continue acompanhando o blog da Oeste para aprender tudo sobre aviamentos, costura, artesanato e muito mais!

feltro

O que fazer com retalhos de feltro!

Quem atua com artesanato está sempre à procura de ideias para reaproveitar os materiais. Isso porque desperdiçar matéria-prima é jogar dinheiro fora e perder uma boa chance de exercitar a sua criatividade! Os artesãos que usam feltro entendem muito bem essa situação porque têm de lidar com muitas sobras de tecidos ao fim de cada projeto. A primeira sugestão é que você guarde todos os retalhos de feltro, inclusive aqueles que a princípio não pareçam úteis.

Para organizá-los, a melhor maneira é dividir os retalhos de feltro por tamanho. Se o retalho não for grande o suficiente para traçar um molde, uma dica é utilizar a sobra para encher almofadas. Os recortes maiores podem se transformar em um belo trabalho de patchwork ou ainda em uma aplicação para roupas, por exemplo. Quer mais ideias? Então leia a seguir!

1. Tiaras para bebês

tiara feltro
Produzir tiaras para bebês é fácil e barato. Comece recortando algum formato nas sobras de tecido. Flores e corações são opções muito bonitinhas e fáceis! Então costure os cortes em um elástico e o acessório está concluído, fácil assim.

2. Capa para tablet ou celular

capa feltro

Outro produto que faz bastante sucesso são as capas para proteger tablets ou celulares. Para fazer esse item, costure variados pedaços de feltro com a máquina de costura no modo de ponto zig zag. Lembre-se de formar uma trama que tenha o dobro das dimensões do tablet! Então, acrescente um tecido para forrar o verso da trama de feltro. Por fim, dobre a trama na metade e faça um acabamento nas extremidades.

3. Pequenas flores de feltro

flor feltro

Você pode usar os retalhos de feltro para criar pequenas flores de feltro, com pétalas de formatos variados. Esse item é muito versátil, servindo para finalizar chinelos, tiaras, presilhas, sapatos de bebê, entre outros itens.

4. Almofadas decoradas

almofada feltro

Ainda, reaproveite o feltro decorando uma almofada lisa. Você pode recortar o feltro no formato que quiser, e costurar na capa da almofada na disposição que mais te agradar. Use a sua imaginação!

Esperamos que você ponha em prática as nossas dicas de como aproveitar as sobras de feltro! Não se esqueça de dar uma passadinha na loja da Oeste Aviamentos para comprar tudo o que você precisa para o seu artesanato 😉

botões

Customize usando botões!

Todo mundo sabe que chega certo momento em que começamos enjoar das nossas peças de roupa que temos no guarda-roupa, não é mesmo? É! Mas nem sempre é possível comprar tudo novo para renovar, por isso precisamos buscar alternativas para dar uma cara nova às nossas roupas, deixando-as mais atraentes. Uma ótima dica é usar botões!

A customização é a técnica utilizada para essa finalidade: mudar a aparência das nossas roupas e acessórios da melhor forma, que é gastando pouco! Veja as dicas a seguir e aprenda como fazer!

Como customizar com botões

Sabe aquela blusinha que acabou ficando um pouquinho grande e você não a usa mais por isso? Que tal fazer um cinto de botões e usar com ela? Assim você conseguirá usar o que já estava de lado e, ainda, esbanjando um acessório único e lindo! A dica é usar um cinto velho como base e aplicar os botões sobre ele. As cores ficam a seu critério!

Agora, pense naquela camisa mais clássica que você tem em seu guarda-roupa e quase não usa mais por achar que está ultrapassada na moda. Uma maneira muito fácil, rápida e barata para dar uma nova cara a ela é personalizando com spikes. Você pode encontrar spikes na Oeste e por um preço bem baixinho, e acredite, podem transformar a sua camisa, deixando-a mais moderna e atual!

E, por fim, mais uma dica é criar uma estampa com botões naquela blusinha básica, que já anda até meio desbotada, sabe? Junte alguns tipos diferentes e crie um desenho sobre ela, o que você preferir! Você pode colar os botões usando uma cola própria para tecido, ou costurá-los, que também é bem simples. Basta uma linha e uma agulha, e utilizar os buraquinhos dos botões como base para costurar!

passamanaria

Passamanaria: o que é?

Provavelmente, você já deve ter ouvido falar em passamanaria. Mas você sabe o que é isso? A passamanaria é um acessório utilizado na confecção de artigos para decoração e de roupas, sendo possível ser fabricado em diversos modelos e estilos. Ela serve para tudo! É feita com uma técnica bastante antiga, sendo que o seu nome já passou por várias alterações no decorrer do tempo, e hoje é conhecida pelo nome do título deste artigo.

Passamanaria, um detalhe sofisticado

Geralmente, as passamanarias são cordões trançados com ondulações, muito usados nos mais variados itens como cortinas, almofadas, toalhas, roupas e até mesmo em vestidos de noiva. É capaz de transformar os objetos em que são colocados, dando um ar de sofisticação e elegância. Para se ter uma ideia, as passamanarias já foram utilizadas até mesmo nos desfiles do São Paulo Fashion Week por estilistas famosos!

Por conta do grande sucesso da técnica, que antes era feita apenas manualmente, hoje em dia pode ser encontrada em fabricação em indústrias. Além de ser utilizada em artigos decorativos, a passamanaria também pode servir como acessórios femininos como colares, braceletes e brincos.

Se você não sabe fazer a passamanaria, não é por isso que não vai poder utilizá-la em sua casa, nas suas roupas e nos seus acessórios. Você pode encontrá-la na Oeste nos mais variados modelos, tamanhos e estilos para combinar da melhor forma com você! Confira <3

material costura

Material básico necessário para qualquer costureira

Costurar, além de ser um passatempo, pode ser também um bom meio para ganhar dinheiro e complementar a renda. Por isso, se você está começando agora no ramo da costura, é importante saber que existem alguns itens do material básico que não podem faltar em seu ateliê. Uma grande dúvida é: o que eu preciso ter? Isso porque existe uma enorme variedade no mercado de armarinhos, gerando uma indecisão na hora de decidir o que é realmente importante.

Veja os principais itens que não podem faltar no seu ateliê de costura:

Material para molde

material molde texto

Tesoura para papel (é fundamental ter duas tesouras, uma para tecido e outra apenas para papel), esquadros para facilitar na hora de desenhar os moldes, régua, lápis, borracha, fita métrica, fita adesiva, folhas de papel manteiga ou papel milimetrado e curva francesa. Esse último item você pode encontrar facilmente em papelarias ou em casas de desenho também.

Material para costura

material costura texto

Tesoura para tecidos (essa deve ser muito bem afiada para cortar os tecidos com precisão), giz de alfaiate (que faz toda a diferença para riscar os tecidos sem marcá-los), papel carbono para transferir os traços dos seus moldes para o tecido e lápis.

Esses são itens indispensáveis, mas além destes existem outros que são extremamente úteis e vão fazer falta caso não os tenha. Linhas das mais variadas cores, tesourinhas pequenas para serviços menores e agulhas de vários tamanhos são alguns itens mais que necessários para qualquer costureira!

Por fim, ter um espaço bem organizado e bem iluminado é fundamental para agilizar o seu trabalho e permitir um serviço com maior qualidade.

Na Oeste você encontra uma linha completa de artigos para armarinho e aviamentos. Confira!

loja de aviamentos

O que preciso para abrir uma loja de aviamentos?

As lojas de aviamentos, também conhecidas como armarinhos, são estabelecimentos que comercializam materiais necessários para costura e artesanato. Os produtos vendidos em uma loja de aviamentos são linhas, tecidos, apliques, bordados, fitas, lãs, linhas para crochê, agulhas de costura, de tricô e de crochê, zíperes, tintas, entre outros tantos materiais.

A grande vantagem de ter uma loja de armarinhos é por ser um estabelecimento que não sai de moda nunca. Os materiais que são comercializados servem como matéria-prima para a fabricação de outros produtos feitos por confecções, costureiras e artesãos, ou seja, para esses profissionais continuarem fazendo suas produções, eles vão precisar dos materiais básicos que são encontrados nas lojas de armarinhos.

Agora que você já sabe o que é e quais as vantagens de uma loja de armarinhos, veja o que é necessário para abrir uma:

Antes de abrir uma loja de aviamentos, conheça:

1. O espaço

Não muito grande, cerca de 80 metros quadrados. Muitas prateleiras de diversos tamanhos para facilitar a visualização dos clientes. É importante também que o seu espaço seja bem iluminado, para que os clientes encontrem os produtos com maior facilidade.

2. A localização

Escolha um lugar para instalar a sua loja que seja próximo ao centro comercial, isto é, onde se tem maior movimento de pessoas. Faça uma pesquisa antes para saber se seu público alvo frequenta as redondezas deste local.

3. Os produtos

Os produtos são dos mais variados, mas os mais básicos não podem faltar: linhas de todas as cores, agulhas de diferentes tamanhos, tecidos, colas, tintas, fitas de vários tamanhos e cores, bordados, pincéis, zíperes, e tudo mais que achar necessário.

A Oeste fornece os melhores materiais de armarinho e aviamentos! Confira nossa loja e comece já a sua loja de aviamentos com a gente! 🙂